Guia do sistema em estações de tratamento de esgoto sanitário por disposição no solo

Desenvolvido pelo professor Antonio Teixeira de Matos, do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Escola de Engenharia da UFMG, o projeto diz respeito a um guia técnico sobre estações de tratamento sanitário por disposição no solo. O relatório dispõe sobre os diferentes métodos possíveis e apresenta os mecanismos e especificidades para suas respectivas realizações.

O sistema em questão se refere à aplicação de águas residuárias ao solo com o objetivo de atingir determinado grau de tratamento sem o uso de produtos químicos. Técnica alternativa e ainda pouco utilizada, ela pode ser realizada por meio de infiltração/percolação, escoamento superficial e fertirrigação.

Apesar de seu potencial, o sistema de aplicação no solo não é uma técnica difundida no Brasil. Além de ser um procedimento de simples construção, operação e manutenção, é também barato, proporciona fertilização da terra e condicionamento do solo. Trata-se de uma atividade sustentável e que contribui para a agricultura.