Desempenho de formulações de gasolinas em Motor monocilíndrico a injeção direta

Introduzida pela Mitsubishi em 1995, a tecnologia de motores de combustão interna a injeção direta (Gasoline Direct Injection - GDI) se encontra no Brasil desde 2010. Entendendo a importância dessa tecnologia mostra-se necessário avaliar o desempenho de diferentes formulações de gasolina nestes sistemas GDI.

Coordenado pelo professor Fabrício Pujatti, do departamento de Engenharia Mecânica, o projeto visa estabelecer uma base de dados experimental de desempenho e de propriedades de combustão de diferentes composições de gasolinas que permita formular novos produtos mais adequados a tecnologia GDI. O projeto se dá em duas fases: análise do comportamento individual de diferentes hidrocarbonetos e proposição de formulações de gasolina que possam vir a apresentar o melhor comportamento global para aplicação em motores GDI.

O banco de dados experimental e numérico de diferentes hidrocarbonetos que compõem as formulações atuais da gasolina é um dos benefícios diretos do projeto.